Daniel teria chamado Bruno de usurpador no PSDB

Publicado por
5 outubro 2017 20h34

 

Por: Edmar Lyra

A confusão no PSDB estadual não cessa. A cada dia que se aproxima de 2018 alguns atores começam a se rebelar contra a liderança do ministro das Cidades Bruno Araújo.

O ex-prefeito de Jaboatão Elias Gomes queria ser presidente, mas por falta de confiança de vários setores do partido, não logrou êxito na empreitada.

Ontem foi assinado um manifesto em prol da candidatura de Bruno a presidente do PSDB mas nem Elias e Betinho Gomes assinaram, muito menos Daniel, que teria chamado o ministro das Cidades de ditador, golpista e usurpador.

Daniel também afirmou que ninguém poderia ter veto para ser presidente do partido, sobretudo após ter seu nome levantado por Elias para ocupar o cargo. Dificilmente Elias, Betinho, Daniel e Bruno ficarão sob o mesmo teto em 2018.

Daniel já trabalha abertamente a hipótese de se filiar ao PSL, inclusive cogitando uma aliança com Paulo Câmara e o PSB que ele tanto combateu.

Elias Gomes e Betinho negociam com o PV para serem candidatos a estadual e federal, respectivamente. Os três estariam de olho numa chapinha que Eduardo da Fonte está montando pra federal e sabem que no PSDB não há vida para os três.

A política tem dessas coisas, após Elias trair Daniel oferecendo a cabeça dele a prêmio ao PSB em 2016, ambos estão juntos tentando suplantar a hegemonia natural de Bruno Araújo no PSDB.

 

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.