Dia Internacional da Mulher é mercado por ato político contra a reforma da previdência social

Publicado por
6 março 2017 20h05

No próximo dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, feministas, trabalhadoras rurais e urbanas e movimentos sociais do Sertão do Araripe realizarão um ato político em defesa dos direitos previdenciários e contra a reforma da Previdência Social, proposta pelo governo Michel Temer. Além dos protestos contra a reforma previdência, ainda serão reivindicados o fim da violência contra a mulher e o fim da discriminação racial, além da instalação delegacia especializada para o atendimento feminino no Araripe.

Com a reforma de Temer, as mulheres podem perder o direito de se aposentar cinco anos antes, conquistado devido à dupla jornada de trabalho. De acordo com a presidente do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável de Araripina, Maria Francisca, este será um grande retrocesso nos direitos já conquistados e por isso ela reafirma a importância da participação de todos e todas para esta mobilização.  “Esta é a hora de nos juntarmos, darmos nossas mãos, pois precisamos dar o nosso primeiro grito de 2017 para falar que estamos sendo prejudicadas”.

Com mobilização da Frente Brasil Popular e do Fórum de Mulheres do Araripe, a manifestação terá início às 7h30, em frente à AABB, no município de Ouricuri, onde mulheres dos 10 municípios do Araripe irão se concentrar.

ASCOM CHAPADA

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.