No Cafezinho, Raul Henry afirma que FBC atropelou Armando e ministros

Publicado por
6 outubro 2017 20h18

Presidente estadual da sigla garante que só tem o plano A, que é ficar na sigla

Blog da Folha

No Cafezinho com o vice-governador Raul Henry-Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Envolvido na disputa para manter o comando do PMDB no Estado, o vice-governador e presidente da sigla no Estado, Raul Henry, diz ter certeza que continuará à frente do partido. A confiança é tanta que ele diz só ter o plano A, “que é vencer essa luta”.

Leia também:
[No Cafezinho] Nilton Mota fala da ampliação da aliança governista
No Cafezinho, Kaio Maniçoba classifica de violenta entrada de FBC no PMDB 

Em conversa com a colunista política da Folha de Pernambuco, Renata Bezerra de Melo, e com o editor deste blog, Raul classificou o possibilidade de destituição do comando da legenda foi uma “coisa absolutamente inaceitável, desleal, oportunista, traiçoeira”.

Acrescentou que o senador Fernando Bezerra Coelho afirmou que entrou no partido para levar adiante um projeto, “que é o filho ser candidato a governador”. Para isso, avalia, atropelou o senador Armando Monteiro (Neto), “uma pessoa que se legitimou na liderança da oposição em Pernambuco” .

Afirmando que o mais provável é disputar uma vaga na Câmara Federal no próximo ano, Raul Henry disse acreditar que o governador Paulo Câmara “vai chegar bem em 2018”.

Veja a primeira parte:

VÍDEO PARTE 1

Veja a segunda parte:

VÍDEO PARTE 2

 

 

 

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.