“O gato” – Empresa de filhos do ex-prefeito Alexandre Arraes fazia desvio de energia pública para condomínio em construção

Publicado por
23 janeiro 2017 19h42

Em Araripina, empresa usava fios da rede pública do município para desviar energia elétrica.

Da Redação

O fato aconteceu  em um condomínio em construção VILLA PARK, localizado na Avenida Perimetral S/N. A empresa responsável pela construção do condomínio era A3 incorporações. O desvio de energia era feito da seguinte forma: eles usavam dois postes da rede pública para fazer o desvio, o primeiro poste tinha uma tomada, possivelmente era para ligar uma extensão até a obra, o segundo poste ficava de frente a construção, nesse eles fizeram uma ligação direta, e usavam descaradamente a energia pública.

Foto do primeiro poste, onde eles utilizavam a energia pública com uma tomada e uma extensão.

Foto do segundo poste que fica em frente ao condomínio, esse também era usado para o furto da energia.

Diante do problema a Secretaria de Infraestrutura do Município de Araripina, através do seu Secretário, Humberto Belmiro, encaminhou um oficio para a CELPE, informando sobre desvio de energia, e solicitando que a mesma fizesse imediatamente a intervenção dessa rede clandestina, assim também como as providências para responsabilidade civil e criminal por parte dos responsáveis pela construção do condomínio. Em resposta ao oficio enviado pela Secretaria de Infraestrutura do Município, a CELPE, informou que mandou uma equipe para vistoriar o local, onde constatou que o desvio da energia estava sendo feito após a medição de iluminação pública da Prefeitura, estando assim, fora da competência da Concessionária. Diante de tal fato cabe ao Governo Municipal tomar as devidas providências. Dado o parecer da Concessionária, a Secretaria enviou um oficio para Delegacia de Polícia pedindo apoio policial para acompanhar a equipe da Secretaria para cessar o desvio de energia. Assim foi feito, a Delegada Dra. Katyanna Muniz Leite, enviou uma equipe de policiais para fazer o acompanhamento do funcionários da prefeitura até o condomínio. Na última sexta-feira, 20,  uma equipe  da Secretaria de Infraestrutura, acompanhada de agentes da Polícia Civil de Araripina, deslocaram-se até o a obra do condomínio para tomar as devidas providências em relação ao furto de energia, chegando ao local a equipe da Secretaria cortou todos os fios que faziam o desvio de energia dos postes públicos para o condomínio, e em seguida o material (Fios e cabos de energia) foram levados para Delegacia de Polícia para lá servirem como prova do crime.

Fotos: Bruno Rostand

Em entrevista ao Araripina em Foco, o Secretário de Infraestrutura do Município, Humberto Belmiro, disse que o trabalho da equipe da Secretaria foi realizado dentro da lei, e espera que os responsáveis sejam penalizados pela justiça. – “Eu venho trabalhando a pouco mais de duas semanas a frente da Secretaria, já realizamos inúmeros trabalhos, e esse foi mais um dos desmandos que encontramos, e que foi deixado pelo ex-prefeito”, disse o Secretário.
Roubar Energia é crime
O ato cometido pela empresa é crime previsto em lei no artigo 155 do Código Penal. Quem cometê-lo pode ser condenado a uma pena que pode variar de um a quatro anos de reclusão, além de multa.

O Araripina em Foco tem registros de fotos com data 1º.08.2016, a cerca de 5 meses atrás, quando a obra estava em funcionamento, hoje estar parada, o motivo não sabemos qual.

Veja as fotos:

Fotos Arquivo Araripina em Foco – V.B

Araripina em Foco

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta